BragaFest.com – O melhor do entretenimento da Região

Marujada de São Benedito completa 224 anos de tradição | www.bragafest.com

Marujada de São Benedito completa 224 anos de tradição

A programação começou com marujos e marujas percorrendo igrejas da cidade. À noite, haverá procissão.

As ruas da cidade de Bragança, no nordeste paraense, amanheceram tomadas pelo colorido do azul e branco. Marujos e marujas se vestiram solenemente para celebrar o aniversário de 224 anos de umas das mais tradicionais manifestações culturais, artística e religiosa do Pará: a Marujada de São Benedito.

Bragança abre festa da Marujada de São Benedito. Veja!

A programação começou em frente à igreja que recebe o nome no padroeiro dos bragantinos, próximo da orla do Rio Caeté.

Conforme orientado pelo presidente da Irmandade, João Batista Pinheiro, todos devem trajar a vestimenta azul e branca nos primeiros eventos. As cores indicam o dia solene para os devotos do Santo Preto, como também é chamado São Benedito.

 

Marujas com a vestimenta azul e branca, indicando o dia solene.
 Marujas com a vestimenta azul e branca, indicando o dia solene. | Mauro Ângelo/Diário do Pará

 

 

O traje azul e branco também faz uma alusão ao nascimento de Jesus Cristo, cuja a imagem em criança é carregado no colo pelo padroeiro.

Círio: Taveira repudia fala de Edmilson e prefeito responde

À noite, uma missa será celebrada na Catedral de Nossa Senhora do Rosário e para esta ocasião, os marujos e marujas deverão trajar a vestimenta vermelha e branca, as cores mais conhecidas da manifestação. Haverá ainda uma procissão com a Relíquia do padroeiro da cidade.

 

Procissão noturna é realizada em devoção a São Benedito
 Procissão noturna é realizada em devoção a São Benedito | Mauro Ângelo/Diário do Pará

 

 

A Marujada de São Benedito de Bragança teve início em 1798, com um grupo de 14 negros escravos. A manifestação reúne diferentes elementos da cultura africana e europeia.

Hoje, a marujada de São Benedito e a festividade são duas manifestações culturais que não se dissociam e, juntas, simbolizam uma manifestação de devoção religiosa e um grito de resistência à escravidão.

Público elogia a exposição sobre os 40 anos do DIÁRIO

A Marujada de São Benedito já é reconhecida como Patrimônio do Estado do Pará. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) trabalha na confecção de um inventário para tornar a Marujada um Patrimônio Cultural do Brasil.

 

Marujas com a vestimenta vermelha e branca
 Marujas com a vestimenta vermelha e branca | Mauro Ângelo/Diário do Pará

 

 

Faz parte desta manifestação cultural as danças do Xote, Retumbão e Mazurca, além, é claro, da Procissão de São Benedito, no mês de dezembro. As comemorações pelos aniversário de 224 anos da Irmandade da Marujada de São Benedito também contou com um cortejo pelas paróquias do Perpétuo Socorro, São Batista e Sagrado Coração de Jesus.

Ainda pela manhã, marujos e marujas foram até o Mirante de São Benedito, na comunidade do Camutá, e, na sequência ao Teatro Museu da Marujada, onde será verificado o andamento das obras de reforma do prédio.

site7
site11
site1
LCSITEMAS
site10
previous arrow
next arrow