BragaFest.com – O melhor do entretenimento da Região

Netflix se une à Microsoft para ofertar planos mais baratos | www.bragafest.com

Netflix se une à Microsoft para ofertar planos mais baratos

Após perder 200 mil assinantes, a plataforma de streaming firmou parceria com a Microsoft para desenvolver um sistema com anúncios personalizados para seus clientes. Ainda não há previsão de quando esse serviço será lançado.
A Netflix anunciou parceria com a Microsoft para criar assinaturas anúncios. | (Foto: Divulgação Netflix)

Depois de perder cerca de 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2002 e esperar perder outros 2 milhões nos próximos anos, a Netflix anunciou que desenvolverá uma modalidade de assinatura com planos mais baratos para seus clientes.

As perdas com a redução do valor das mensalidades, no entanto, serão compensadas por anúncios, vincluados ao seu conteúdo e personalizados, conforme os gostos, interesses e hábitos de consumo pessoais de seus assinantes. E para desenvolver uma tecnologia capaz de colocar esse plano em prática, a maior plataforma de streamig do mundo anunciou, nesta quinta-feira (14), uma parceria com a Microsoft.

LEIA TAMBÉM:

Chef paraense estará em novo reality de culinária da Netflix

Vídeo: Gil do Vigor entrevista astros de ‘Stranger Things’

“A Microsoft provou sua capacidade de atender a todas as nossas necessidades de publicidade enquanto trabalhamos juntos para criar uma proposta com esse foco”, disse a empresa em comunicado assinado pelo diretor de operações e produtos Greg Peters, acrescentando: “Além disso, a Microsoft oferece flexibilidade para continuar inovando em tecnologia, vendas e em segurança sobre a privacidade de nossos assinantes”.

A parceria mostra que a Netflix precisa de suporte tecnológico para desenvolver ferramentas como o agendamento de anúncios que utilizem as informações do usuário para veicular peças publicitárias específicas aos seus interesses. Nesse sentido, a empresa afirmou: “Ainda estamos começando e ainda temos muito a fazer, mas nosso objetivo de longo prazo é claro. Mais opções para os consumidores e uma experiência premium para as empresas que querem vender seus produtos”.

Já o sidente de experiências na web da Microsoft, Mikhail Parakhin, afirmou que assim que os novos pacotes de assinaturas forem lançados os consumidores poderão optar por diversas formas de acessar o “conteúdo premiado da Netflix”, abrindo novas oportunidades também para os novos anunciantes.

“Os profissionais de marketing que procuram a Microsoft para suas necessidades de publicidade terão acesso ao público Netflix e ao inventário premium de TV conectada. Todos os anúncios veiculados na Netflix estarão disponíveis exclusivamente na plataforma da Microsoft. O anúncio de hoje também endossa a abordagem de privacidade da Microsoft, que se baseia na proteção das informações dos clientes”, afirmou.

Perdas em 2022

Após anos de conforto na liderança do negócio de streaming de filmes e séries, a Netflix finalmente viu ameaçada sua posição dominante nessa área após novos concorrentes como Disney+, Paramount+ e HBO Max enfrequecerem seu catálogo ao retirar dele seus conteúdos e levá-los para suas próprias plataformas. 

Além dos 200 mil clientes que cancelaram suas assinaturas nos três primeiros meses deste ano, a Netflix perdeu de uma só vez 700 mil assinantes com a suspensão dos serviços na Rússia, em retaliação à Guerra da Ucrânia. Atualmente, a plataforma tem 221,6 milhões de assinantes.

Desde o anúncio dos resultados do primeiro trimestre, a Netflix perdeu 70% de seu valor de mercado e passa por um processo de reestruturação que começou em maio, com mais 150 demissões. Os cortes representam 3% da força de trabalho da Netflix e atingem áreas de diversas funções da empresa, que estão concentradas nos Estados Unidos, informaram os sites especializados de Hollywood. Cerca de 216 das demissões ocorreram nos Estados Unidos, 30 em países da Ásia-Pacífico, 53 na Europa, Oriente Médio e África e 17 na América Latina.

Mesmo em meio a esse processo de restruturação, a Netflix planeja investir agressivamente cerca de US$ 17 bilhões em 2022 para produzir filmes, séries e conteúdo original.

DOL

https://linktr.ee/Xcarro91
WhatsApp Image 2022-05-06 at 11.07.52
site7
site3
site11
site1
site5
LCSITEMAS
site10
previous arrow
next arrow